QUANDO A MORTE VEM CHEGANDO

A morte é o ponto final de uma vida, mas não de uma história. Sua aproximação é inevitável e uma realidade para todos!

A cada comemoração com palmas, balões e bolo… a vida é retratada ao apagar das velas, não importa quantas sejam, fragilmente perdem as chamas diante do sopro!

A vida é um sopro! Sopro do Criador, fôlego do Criador e pulsar do Criador. A morte porém é a interrupção desse sopro divino.

Ela vem independentemente de posição social, formação escolar, profissão, idade, sexo, raça, cor. Ela chega para todos!

O grande mistério é quando. Uma morte repentina é difícil de digerir. Deixa coisas pela metade, palavras sem serem ditas, relacionamentos estremecidos, guarda roupa bagunçado, agendas equivocadas , tempo esperdiçado,planos incompletos.

Uma morte anunciada é digerida aos poucos, regada a muitas lágrimas compridas, mas traz a capacidade de viver intensamente os momentos, de falar com o coração, de dizer o que importa, de viver a agenda chamada hoje, de antecipar as saudades, de colocar os pingos nos is, de se preparar para ir…

Morrer não é fácil! Deixar ir é dificílimo!

Só nos resta a companhia da saudade que nos arranca uma lágrima silenciosa, ou das lembranças que nos arrancam um meio sorriso sem tempo e sem hora.

A vida não nos pertence, é um empréstimo de Deus. O problema é que nos apegamos ao que não é nosso…o que não é para sempre!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s