RESTAURAÇÃO

Ouvi de alguém bem próximo a meu coração que minha foto careca (a única que possuo) é a foto mais horrorosa que tenho.

Não concordo em absoluto, mas só consegui expô-la após vencer todas as etapas do tratamento.

Admiro mulheres que assumem a careca, mas definitivamente essa não era minha postura diante de olhares de crianças e adultos ainda cheios de curiosidade, preconceito e tabu.

Por todo o processo escondi minha careca de todos, exceto de filhos, marido e um vizinho que me via pela janela da cozinha.

Estar sem cílios, sobrancelhas e cabelo , além de inchada me fazia irreconhecível, mas não menos vaidosa e feminina.

Os turbantes, lenços , brincos e maquiagem foram meus aliados para enfrentar o espelho e a nova realidade que se apresentava sem deixar escolha.

Hoje encaro minha foto como o retrato da minha fragilidade diante da crueldade do tratamento a que me submeti, afim de lutar pela vida.

Escolher viver é escolher enfrentar desafios e o maior deles não é o diagnóstico, medicamentos, agulhas, efeitos colaterais, etc , esses passam.

O maior desafio é aceitar mudanças, sejam externas ou internas .

Definitivamente não sou a mesma mulher! As mudanças externas foram passageiras, porém as internas foram profundas e vieram para ficar!

Me encasulei em Cristo e foi Ele quem me transformou por dentro, me dando a certeza do seu amor ainda que eu estivesse no meu pior momento, foi ele quem esteve a todo o tempo minimizando minhas dores e sofrimentos, Ele nunca se importou com minha aparência, ele sempre me enxergou pelo coração!

Que aprendamos amar pela essência, como Cristo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s