GUIAR-TE EI COM MEUS OLHOS

“Instruir-te-ei, e ensinar-te-ei o caminho que deves seguir; guiar-te-ei com os meus olhos.” Salmo 32.8

Lembro-me de um episódio onde saindo de um evento e sabendo que meu marido me aguardava dentro do carro, caminhei até um automóvel e equivocadamente me sentei no banco do passageiro ao ver o carro do mesmo modelo e cor e ainda o motorista com uma camisa de malha amarela como a que meu marido usava. O motorista por sua vez cochilando, aguardava a esposa que estava no mesmo evento e abriu a porta para mim sem olhar, pensando ser sua mulher. Olha a confusão! Pedi desculpas e sai imediatamente. Como explicaria o fato de estar saindo do carro de um desconhecido?

Algumas vezes nos precipitamos em tirar conclusões do que vimos sendo equivocados em nossos julgamentos. Como seria bom sermos guiado por um olhar onisciente e inerrante, que conhecesse exatamente tudo! Faríamos as melhores escolhas e tomaríamos decisões assertivamente.

Quando obedecemos a Deus, são seus olhos oniscientes que nos guiam. Olhos que enxergam vícios e virtudes, pensamentos e intenções do coração. Olhos que nos conhecem antes de termos forma. Olhos que vêem nitidamente o futuro e além da curva.

Passamos a vida fazendo planos. E ainda em nossa juventude temos que fazer escolhas muito sérias como a escolha da profissão, a escolha do cônjuge, a escolha da maternidade ou paternidade, etc.

Quando olhamos para trás, enxergamos muitas situações e escolhas de modo bem distinto do que quando as vivemos em nossa imaturidade e pouca vivência, chegamos até mesmo a desejar reviver episódios com a nossa atual maturidade ou com as facilidades da modernidade. Fato é que não podemos voltar no tempo e algumas escolhas nos trazem bons frutos e outras consequências amargas.

Somente quem se relaciona com Deus de maneira íntima e pessoal pode se deleitar nessa promessa do Salmo 32.8, pois ser guiado pelos olhos de Deus é certeza de vida abençoada e de colheita abundante.

Seguir suas instruções são proteção e não sanção. Seguir seus caminhos são segurança e não privação. Seguir seus mandamentos são livramento de tropeços

Ter um Deus Onisciente, Onipotente e Onipresente como guia, é a garantia de escolhas acertadas e livramento de sofrimentos maiores. Que grande privilégio é ter um manual de vida como a Palavra de Deus e um Orientador como o Espírito Santo.

Bem aventurado o homem que se submete à orientação desse divino olhar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s