CORAÇÃO DOBRE

“Ouça o que diz seu coração” Esse é o conselho mais comum usado para incentivar as pessoas a tomarem decisões, no entanto a Palavra de Deus qualifica o coração humano como traiçoeiro e enganoso.(Jeremias 17.9) Ser guiado pelo coração é o mesmo que ser guiado por uma bússola desorientada, o caminho é incerto e seu fim perigoso. Muitas são as decepções e frustrações que aguardam os guiados pelo coração. Infelizmente há cristãos desequilibrados emocionalmente e espiritualmente , chamados de coração dobre. Pessoas inconstantes, de coração vacilante, irresolutos, dúbios, indecisos e instáveis em todos os aspectos da vida. Um coração deixa de ser dobre e obtém equilíbrio nas relações, na vida emocional e espiritual quando o olhar é focado em um alvo fixo, a exemplo dos bailarinos, equilibristas e trabalhadores do arado, etc. No caso do cristão, o olhar não deve estar nas circunstâncias, mas no autor e consumador da nossa fé: Jesus! (Tiago 4.8, Hebreus 12.2) Temos muitos exemplos bíblicos de pessoas que se mantiveram firmes e constantes diante de tragédias, perseguições, traições, etc. Independentemente das circunstâncias adversas amaram ao Senhor acima de tudo, mantiveram a santidade e fidelidade a Deus Não deram desculpas, não se deprimiram, não abandonaram seus princípios e nem a congregação. Paulo foi firme e constante mesmo sofrendo naufrágios, açoites, prisões, calúnias ,etc. “Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho.” (Filipenses 1.21) Os três jovens amigos do profeta Daniel ao serem ameaçados por Nabucodonosor disseram:” Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão ó rei. E se não,fica sabendo ó rei ,que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.” (Daniel 3.17,18) José do Egito foi vendido como escravo por seus próprios irmãos aos 17 anos de idade, foi caluniado pela esposa de seu patrão, foi preso injustamente e nunca vacilou na fé, sendo exaltado a governador do Egito aos 30 anos de idade! (Gênesis 39.9) Tragédias , decepções, dores, perdas, são circunstâncias que afligem maus e bons, ímpios e justos, porém a diferença está no sustento divino e nos livramentos em meio às tribulações. (Salmo 34.19) Deus requer de seus fiéis firmeza e constância, afinal Jesus não vacilou diante das tentações e angústias ; antes mostrou-se irredutível em fazer a vontade de Deus : dar sua vida por amor a cada um de nós, pecadores!.(Romanos 5.8) (mensagem IBCJ 02/10/2016)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s