O TEMPO DE DEUS

Vejo um tempo de corações quebrantados, mãos calejadas, ombros curvos, rugas nos olhos. 
Vejo um tempo de retorno ao caminho pregresso trazendo escassez de esperança e  o excesso de peso das experiências vividas.  
Vejo um tempo em que pessoas virão sozinhas ou não, e encontrarão portas abertas.
Vejo um tempo de reencontro com Cristo, de reparo de muros, de construção do templo.  
Vejo um tempo de levantar a voz sem medo da morte, sem vergonha de ninguém, sem temor de expor fraquezas.  
Chega tempo!
 Vem se cumprir, vem testificar o  fruto da longanimidade da igreja.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s