NOSSOS JUDAS

Andar lado a lado nem sempre significa companheirismo.
Beijos e abraços nem sempre implicam em amor.
Palavras e gestos de bondade nem sempre traduzem o coração.
Jesus não foi enganado por Judas, Ele conhecia as intenções desse discípulo e ainda assim o amou.
Discípulo que testemunhou milagres e maravilhas, mas não se deixou transformar.
Discípulo que partilhou da ceia, mas não experimentou do pão vivo.
Discípulo que ouviu as palavras de vida eterna, mas não se converteu.
Discípulo que recebeu autoridade espiritual, mas não experimentou o novo nascimento.
Discípulo que participou do ministério de Jesus, mas não estava apto a participar de sua morte e ressurreição.
Assim é o Reino de Deus, devemos amar como Jesus amou, pois  ao contrário do mestre, não conhecemos as intenções do coração de quem  segue conosco.Estamos passíveis ao engano.
As atitudes podem transparecer cristãs, mas as motivações podem não estar corretas e só o tempo dirá se os beijos do amigo são sinceros ou não.
Que o Senhor nos ache em sinceridade de coração ao demonstrar amor aos que estão à nossa volta.
Façamos a Deus e não aos homens.
“Então, enquanto temos tempo, façamos bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé. ” Gálatas 6.10

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s