BOLHAS DE SABÃO


“Faze-me conhecer, Senhor, o meu fim,
e a medida dos meus dias qual é,
para que eu sinta quanto sou frágil.”Salmo 34.9
Sempre me divertia ao de fazer bolhas de sabão com meus filhinhos.
Ficávamos na janela do nosso apartamento fazendo bolhas de sabão e nos divertindo em vê-las ganhar forma, tamanho, cor , altura, trajeto.
Algumas subiam para o céu e iam sendo levadas pelo vento a perder de vista, outras estouravam logo que  eram formadas,  ainda haviam aquelas que se juntavam a outras formando uma bolha  gigante.
Penso que nossas vidas são  surpreendentes como  bolhas de sabão.
Algumas  tem mais cor, mais beleza, mais vida! Outras são miudinhas, incolor, e ligeiras.
Mas creio que a fragilidade da vida e das bolinhas de sabão são idênticas, pois ambas dependem do fôlego de seu criador.
A vida é um presente de Deus , porém a dimensão desse presente é uma surpresa.
Eu nunca perdi alguém que amasse muito, mas sei que isso é inevitável.
A fragilidade da vida me faz temer a dor da perda, a saudade doída, o silêncio da ausência, o calar das palavras, dos sonhos e risos;
A efemeridade da vida me faz lamentar o findar do tempo, do potencial, das possibilidades, dos abraços,  dos beijos, do estar junto.
Quero ainda fazer muitas bolinhas de sabão com quem amo ou amarei. 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s