QUEM ESTÁ ATRÁS DO PÚLPITO CRISTÃO?

“Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas.” II Timóteo 3,4

Invariavelmente a serpente inocula o veneno do poder ao homem, afim de que ele tenha o desejo de ser deus de si e de sua vida. Satanás usa diversas roupagens e a mais convincente é a roupagem de cristão, pois assim ninguém desconfia da existência de rabo, tridente e chifres.

E quando ele usa a bíblia? Se apresenta com voz eloquente? Fala palavras gostosas de ouvir? Massageia o ego, diz meias verdades embaladas em tom menor!

O modismo do coach tem ocupado os púlpitos cristãos. A auto ajuda tem sido pauta da literatura cristã. Os desvios de comportamento tem sido tratados como modernidade. As palavras pecado, arrependimento, céu e inferno deixaram de ser parte da mensagem dos púlpitos.

Mais do que nunca observa-se o cumprimento da palavra de Paulo a Timóteo. Quando doutores ocupam púlpitos físicos ou virtuais para destilarem a mesma mensagem do Éden: “Veja! É desejável, é possível, toque, prove, se envolva, se satisfaça, não há pecado, não há morte, te fará poderoso como Deus, você é bom, você é capaz, depende de você !” (Gênesis3,1-5)

A mensagem quando deixa de ser Cristocêntrica para ser egocêntrica, não é Evangelho! Pode ser até extraída de textos bíblicos, mas se alimenta o ego, se faz sentir-se capaz… não é Evangelho!

O título de doutor, o carisma, a retórica, a numerosa plateia, a infinidade de seguidores nas redes sociais, o enorme publico… nada disso é comparado a um anjo descendo do céu e ainda assim deve ser considerado anátema se o evangelho é distorcido. (Gálatas 1.8)

Ser cristão na atualidade requer raízes robustas nas doutrinas bíblicas, amor pela escola bíblica, compromisso com a Palavra , intimidade com Deus, capacidade de julgamento e discernimento das verdades Bíblicas, pois o Espírito Santo é quem traz à memória os ensinos de Cristo.

Ser cristão é ter a capacidade de se reconhecer pecador e carente da graça de Deus a cada vez que a mensagem bíblica é exposta. É crucificar a carne e suas concupiscências afim de que o Espírito tenha liberdade e gere fruto em sua vida.

Ser cristão é priorizar a Cristo e viver para sua glória.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s