PASSARÁS A ETERNIDADE COM UM DEUS DESCONHECIDO?

” Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor; a sua saída, como a alva, é certa; e ele a nós virá como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra. Porque eu quero a misericórdia, e não o sacrifício; e o conhecimento de Deus, mais do que os holocaustos.”  Oséias 6.3,6

 

Invoquei o Criador de céus e terra,  numa noite enluarada.                                           Reconheci uma mão de poder regendo o dia e a  noite, regendo tempo e estações.

Clamei em oração pela enfermidade de minha mãe e me ofereci para falar de suas grandezas a todos os homens. Eu, logo eu, uma criança de nove anos de idade!

Tive em minhas mãos um pequeno novo testamento distribuído pelos gideões internacionais e apesar de minha pouca idade, sentia grande atração por aquele livro, desejava conhecê-lo e devorá-lo.

Aos treze anos, caminhava para a escola conversando com um Deus que eu conhecia de ouvir falar, pois frequentava  a igreja e cantava em corais.

As letras das músicas me pareciam lindas! A harmonia das vozes me encantavam!

Até que  paulatinamente, as letras das partituras me saltaram aos olhos como verdades espirituais e a voz de Deus falou mais alto aos meu coração que a voz de tenores e sopranos! O toque do Senhor foi mais suave que as mãos que extraíam som dos instrumentos da orquestra.

Compreendi a profundidade da mensagem da  cruz de Jesus Cristo: “sou alvo da graça  salvadora de Deus , que deu seu Filho na cruz para morrer em meu lugar, mesmo sendo eu pecadora!”

Esse imenso amor me curou traumas, complexos e inseguranças herdadas num lar desfeito.

A minha juventude foi marcada pela busca em conhecer a Deus , não mais de ouvir falar, mas de me relacionar com Ele em oração, obediência, leitura da Bíblia, evangelismo, adoração, libertação e trabalho na igreja local.

Aprendi que o que Deus nos ensina pessoalmente e individualmente, forma nosso caráter cristão, robustece a nossa fé e aprofunda nosso relacionamento com Ele a ponto de nunca duvidarmos de quem Ele é , e do que Ele é capaz.

Há  mais de 30 anos prossigo em conhecer a Deus, um investimento de vida que vale a pena, mesmo se traduzindo em renúncias, tribulações, correções, oposições.

Andar com Deus implica muitas vezes em incompreensão por parte do mundo e das pessoas que amamos. Nossas prioridades mudam, nossos valores são eternos, nosso padrão elevado, nosso olhar fito no autor e consumador da nossa fé.

O entendimento de Deus nos torna aptos a amá-lo como Ele deve ser amado e não como supomos ser a forma correta, tendo a certeza que passaremos a eternidade com um Deus íntimo e pessoal.

Deus não é herdado e seu conhecimento também não.

O conhecimento de Deus é íntimo e individual, bem como a eternidade.

É dever de todo homem invocar a Deus e buscar conhecê-lo: Senhor, pastor, provedor, redentor eterno !!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s