UMA DIFÍCIL CAMINHADA

São muitos os inimigos da oração: religiosidade, comodismo, cansaço, preguiça,distrações, lazer,tempo escasso, etc.
Passar tempo de joelhos requer disciplina.
Estar de joelhos requer humildade e sinceridade diante de Deus.
Orar não é derramar palavras, mas coração.
Orar  não é repetir dizeres, mas ter a coragem de desnudar a alma diante do olhar do Pai  celeste, confessando-lhe os fracassos, as dores, as incapacidades e declarando-lhe  total dependência.
Caminhar de joelhos nos aproxima de Deus, nos torna íntimos.
A vida de oração deve ser prioridade na vida cristã, pois  isso é o que nos mantém de pé no tempo das adversidades e nos sacia nos tempos de escassez.
A intimidade desenvolvida na oração propicia um olhar de fé capaz de ver o que ainda não veio à existência.
Somente a dedicação à oração pode fazer da igreja: eu e você, coluna e esteio da verdade num mundo pós moderno que  cultua o eu, valoriza o individualismo, relativiza tudo, prioriza o prazer, desconhece a Deus.
A oração pode transformar vidas, corações, histórias, e o melhor é 
que as mudanças esperadas e almejdas começam na vida de quem ora!
Vida de oração é uma caminhada difícil, mas não é solitária, pois
Jesus prometeu: “eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Amém.” Mateus 28.20.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s